Centro de Treinamento
Paralímpico Brasileiro

Rodovia dos Imigrantes KM 11,5
Vila Guarani – São Paulo
CEP 04329-000

Telefone:
(11) 4710-4000

Horário de atendimento:
9h às 18h de segunda a sexta.

Atletismo

O atletismo é a modalidade em que o Brasil mais conquistou medalhas em Jogos Paralímpicos. Ao todo, o país já faturou 170 medalhas na história da competição somando os pódios das provas nas pistas e no campo – foram 48 de ouro, 70 de prata e 52 de bronze. Nacionalmente, a modalidade é administrada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e, internacionalmente, pela World Para Athletic, entidade que atua como braço do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, em inglês).

O atletismo pode ser praticado por atletas com deficiência física, visual ou intelectual. Há provas de corrida, saltos, lançamentos e arremessos, tanto no feminino quanto no masculino.

Para os atletas com deficiência visual, as regras de utilização de atletas-guia e de apoio variam de acordo com a classe. Sendo obrigatório para os atletas da classe T11 (acuidade visual menor que LogMAR 2.60), opcional para a classe T12 (acuidade visual de LogMAR1.50 até 2.60; e/ou campo visual menor que 10 graus de diâmetro) e não permitido para os competidores da classe T13 (acuidade visual de LogMAR 1.40 até 1; e/ ou campo visual menor que 40 graus de diâmetro).

Nas provas de fundo de 5.000m, de 10.000m e na maratona, os atletas das classes T11 e T12 podem ser auxiliados por até dois atletas-guia durante o percurso (a troca pode ser feita no decorrer da disputa). No caso de pódio, apenas o atleta-guia que terminar a prova recebe medalha.

Deficiências

  • Física
  • Visual
  • Intelectual

Gêneros

  • Masculino
  • Feminino

Provas

  • Pista
  • Campo
  • Rua

Provas do Atletismo

Pista

Velocidade: 100m, 200m, 400m, rev. 4x400m e rev. 4x100m
Meio-fundo: 800m e 1.500m
Fundo: 5.000m e 10.000m
Salto em distância
Salto em altura
Salto Triplo

Rua

Maratona (42km)
Meia-maratona (21km)

Campo

Lançamento de disco e club
Lançamento de dardo
Arremesso de peso

Classes no Atletismo

Os competidores são divididos em grupos de acordo com o grau de deficiência constatado pela classificação funcional.

Os que disputam provas de pista e de rua (velocidade, meio-fundo, fundo e maratona) e saltos (altura, triplo e distância) levam a letra T (de track) em sua classe.

  • T Track (pista)
  • T11 a T3 Deficiências visuais
  • T20 Deficiências intelectuais
  • T31 a T38 Paralisados cerebrais (31 a 34 para cadeirantes; 35 a 38 para andantes)
  • T40 a T41 Baixa estatura
  • T42 a T44 Deficiência nos membros inferiores sem a utilização de prótese
  • T45 a T47 Deficiência nos membros superiores
  • T51 a T54 Competem em cadeiras de rodas
  • T61 a T64 Amputados de membros inferiores com prótese
  • RR1 a RR3 Deficiência grave de coordenação motora competindo na petra

Já os atletas que fazem provas de campo (arremessos e lançamentos) são identificados com a letra F (field) na classificação.

  • F Field (campo)
  • F11 a F13 Deficiências visuais
  • F20 Deficiências intelectuais
  • F31 a F38 Paralisados cerebrais (31 a 34 para cadeirantes; 35 a 38 para andantes)
  • F40 e F41 Baixa estatura
  • F42 a F44 Deficiência nos membros inferiores
  • F45 e F46 Deficiência nos membros superiores
  • F51 a F57 Competem em cadeiras de rodas (sequelas de poliomielite, lesões medulares, amputações)
  • F61 a F64 Amputados de membros inferiores com prótese

Para os atletas com deficiência visual, as regras de utilização de atletas-guia e de apoio variam de acordo com a classe funcional. Nas provas de 5.000m, de 10.000m e na maratona, os atletas das classes T11 e T12 podem ser auxiliados por até dois atletas-guia durante o percurso (a troca é feita durante a disputa).

No caso de pódio, o atleta-guia que terminar a prova recebe medalha. O outro, não. Há, também, situações específicas em que um guia que não estava inscrito inicialmente em determinada prova tenha de correr. Neste cenário, ele não recebe medalha, caso suba ao pódio.

ATLETA-GUIA E APOIO

  • T11 Corre ao lado do atleta-guia e usa o cordão de ligação. No salto em distância, é auxiliado por um apoio.
  • T12 Atleta-guia e apoio, no salto, são opcionais.
  • T13 Não pode usar atleta-guia e nem ser auxiliado por um apoio

Calendário Atletismo

fevereiro 2024

domingo segunda-feira terça-feira quarta-feira quinta-feira sexta-feira sábado
28 de janeiro de 2024
29 de janeiro de 2024(1 event)

Camping Escolar

30 de janeiro de 2024(1 event)

Camping Escolar

31 de janeiro de 2024(1 event)

Camping Escolar

1 de fevereiro de 2024(1 event)

Camping Escolar

2 de fevereiro de 2024(1 event)

Camping Escolar

3 de fevereiro de 2024(1 event)

Camping Escolar

4 de fevereiro de 2024(1 event)

Camping Escolar

5 de fevereiro de 2024
6 de fevereiro de 2024
7 de fevereiro de 2024
8 de fevereiro de 2024
9 de fevereiro de 2024
10 de fevereiro de 2024
11 de fevereiro de 2024
12 de fevereiro de 2024
13 de fevereiro de 2024
14 de fevereiro de 2024
15 de fevereiro de 2024
16 de fevereiro de 2024
17 de fevereiro de 2024
18 de fevereiro de 2024
19 de fevereiro de 2024
20 de fevereiro de 2024
21 de fevereiro de 2024
22 de fevereiro de 2024
23 de fevereiro de 2024
24 de fevereiro de 2024(2 events)

Meeting Loterias Caixa de Porto Alegre

Meeting Loterias Caixa de Rio Branco

25 de fevereiro de 2024(1 event)

Desafio CPB/CBAT

26 de fevereiro de 2024
27 de fevereiro de 2024
28 de fevereiro de 2024
29 de fevereiro de 2024
1 de março de 2024
2 de março de 2024(2 events)

Meeting Loterias Caixa de Florianópolis

Meeting Loterias Caixa de Porto Velho

Notícias Relacionadas

PATROCINADORES

  • Toyota
  • Braskem
  • Loterias Caixa

APOIADORES

  • Ajinomoto

PARCEIROS

  • The Adecco Group
  • EY Institute
  • Cambridge
  • Estácio
  • Governo do Estado de São Paulo

FORNECEDORES

  • Max Recovery