Centro de Treinamento
Paralímpico Brasileiro

Rodovia dos Imigrantes KM 11,5
Vila Guarani – São Paulo
CEP 04329-000

Telefone:
(11) 4710-4000

Horário de atendimento:
9h às 18h de segunda a sexta.

Centro de Treinamento Paralímpico
Brasileiro

O Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro está localizado no Parque Fontes do Ipiranga, zona sul de São Paulo, e tem instalações esportivas indoor e outdoor que servem para treinamentos, competições e intercâmbios de atletas e seleções em 15 modalidades paralímpicas: atletismo, basquete, esgrima, rúgbi e tênis em cadeira de rodas, bocha, natação, futebol de cegos, futebol PC, goalball, halterofilismo, judô, tênis de mesa, triatlo e vôlei sentado.

Além disso, tem área residencial com alojamentos com capacidade para 300 leitos, refeitório, lavanderia e um setor administrativo com salas, auditórios e outros espaços de apoio. No Centro de Treinamento funciona a sede administrativa do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), na qual atuam mais de 300 profissionais de diversas áreas.

O CT Paralímpico ter por missão desenvolver ações que possam posicionar o país entre as maiores potências esportivas do mundo. A construção do primeiro Centro de Treinamento Paralímpico do Brasil foi oficializada em janeiro de 2013, em São Paulo. O objetivo, também, é desenvolver iniciativas que ajudem a massificar o esporte paralímpico no Brasil e auxiliar na inclusão da pessoa com deficiência em nossa sociedade.

O investimento para a obra, em valores de 2016, quando da conclusão das obras, foi de R$ 264,272 milhões, sendo R$ 149,630 milhões do Governo Federal – por meio do Plano Brasil Medalhas – e R$ 114,642 milhões do Governo do Estado de São Paulo. O CT foi inaugurado em maio de 2016 e é o principal centro de excelência do Brasil e da América Latina e um dos melhores do mundo esporte de alto rendimento.

São, ao todo, 95 mil metros quadrados de área construída. Duas quadras de vôlei sentado, 1 quadra de basquete em cadeira de rodas, 1 quadra de rúgbi em cadeira de rodas, 1 quadra de goalball, 12 mesas de tênis de mesa, 2 tatames de judô, 6 áreas para halterofilismo, 4 para a esgrima, 6 canchas de bocha, centro aquático com 1 piscina olímpica e 1 semi-olímpica, 1 campo de futebol PC, 1 campo de futebol de cegos, 2 quadras de tênis em cadeira de rodas, 1 pista de atletismo, 1 pista de atletismo indoor, academia para apoio e condicionamento físico, fitness e fisioterapia, vestiários, centro administrativo, centro de medicina e ciência do esporte, zona hoteleira com cerca de 300 leitos, área de apoio do Centro de Treinamento.

REGRAS DE UTILIZAÇÃO DO CT

De acordo com a Política de Qualidade e Meio Ambiente do Centro de Treinamento Paralímpico, é proibido fumar nas dependências do local, proibido portar ou consumir bebidas alcoólicas, proibida a entrada de animais, exceto cão-guia, além da proibição da comercialização de qualquer produto – mediante a autorização prévia da diretoria do CPB.

Nas vagas PCD’s do estacionamento, devem parar somente automóveis credenciados, conforme legislação. Os motoristas devem respeitar o limite de velocidade de 20 km, além de sempre estacionar os veículos de ré, sendo proibido a permanência com o carro ligado no estacionamento.

Também não é permitido andar sem camisa nas dependências do CT. Em caso de perda ou extravio de objetos, há um setor de Achados e Perdidos para o encaminhamento dos mesmos. Já as refeições dos atletas devem ser realizadas somente no restaurante do hotel (residencial).

No Centro de Treinamento, também há o serviço de coleta seletiva de lixo para que o descarte aconteça de maneira correta. Para os resíduos orgânicos, foram identificadas as lixeiras na cor marrom, enquanto para os recicláveis, na cor verde. Para resíduos não-recicláveis, as lixeiras são na cor preta.

COMPETIÇÕES NO CT

Em 2017, o Centro de Treinamento foi palco dos Jogos Parapan-Americanos de Jovens, competição que reuniu os melhores atletas juvenis do continente americano. O espaço já sediou também competições nacionais, como etapas do Circuito Loterias Caixa, semanas de treinamento e ainda foi o cenário para concentração e aclimatação de grande parte da delegação brasileira que disputou os Jogos Paralímpicos Rio 2016.

No ano de 2017, o CT Paralímpico foi utilizado por 17 modalidades, contou com 172 eventos esportivos. Ao todo, 12.902 atletas competiram, 4.083 atletas treinaram e 9.060 pessoas visitaram.

Em 2018, foram realizados 267 eventos das dependências do CT Paralímpico, que contou com 19.886 atletas. Ao todo, 9.830 atletas treinaram no CT e 12.282 pessoas visitaram o espaço. No hotel (residencial), 61.301 refeições foram servidas e 8.420 pessoas se hospedaram.

Já em 2019, o número de eventos praticamente dobrou: 413. Ao todo, o CT recebeu 24.485 atletas durante as competições, 13.643 atletas em treinamento, 21.702 visitantes em geral. Foram servidas 159.603 refeições e 13.159 hóspedes foram recebidos no hotel (residencial).

Em 2020, devido à pandemia da Covid-19, as atividades no CT foram totalmente paralisadas em 16 de março, quando foram registrados os primeiros óbitos em decorrência da Covid-19 na cidade de São Paulo. De março até julho, o CT permaneceu completamente fechado. Ao todo, apenas 48 eventos foram realizados neste ano, que contou com 778 atletas. Para treinamentos, foram recebidos 3.079 atletas, já para visitas, 269 pessoas. O total de refeições no hotel foi de 26.145. Ao todo, se hospedaram 1.148 atletas.

O ano de 2021 reservou as seletivas para os Jogos Paralímpicos de Tóquio de atletismo e natação, além do período de concentração e treinamentos da delegação brasileira para os Jogos na capital japonesa. Após liberação para reabertura e realização de eventos, foram realizados 174 eventos no CT Paralímpico, com a participação de 4.137 atletas. Ao todo, treinaram 3.484 atletas, entre seleções, clubes e Escola Paralímpica de Esportes. Já o hotel serviu 69.848 refeições e hospedou 4.540 pessoas.

Já em 2022, foram 362 eventos esportivos realizados no CT Paralímpico no total.  Ao todo, competiram 14.171 atletas, entre competições nacionais e internacionais ao longo do ano, além de receber a visita de 2.602 pessoas. No mesmo período, o hotel serviu 173.540 refeições e hospedou 13.272 pessoas.

ACORDO DE COOPERAÇÃO
O Centro de Treinamento é mantido pelo CPB, após vencer concorrência pública do Governo do Estado de São Paulo em outubro de 2017. Confira aqui o Acordo de Cooperação que definiu a gestão do espaço. No mesmo ano, a estimativa de custo médio de manutenção anual das instalações girou na casa dos R$ 30 milhões.

Video Tour

https://www.youtube.com/watch?v=J-nFPHtAEKs

Notícias Relacionadas

PATROCINADORES

  • Toyota
  • Braskem
  • Loterias Caixa

APOIADORES

  • Ajinomoto

PARCEIROS

  • The Adecco Group
  • EY Institute
  • Cambridge
  • Estácio
  • Governo do Estado de São Paulo

FORNECEDORES

  • Max Recovery