Mariana D'Andrea bate marca continental, iguala recorde paralímpico e é ouro no Open das Américas de halterofilismo

dom, 10 jul 2022 15:31:49 -03:00



Mariana posa com medalha de ouro em competição nos EUA| Foto: Divulgação/CPB

Mariana posa com medalha de ouro em competição nos EUA| Foto: Divulgação/CPB

Matéria atualizada às 20h46*

Campeã paralímpica
e vice-campeã mundial na categoria até 73 kg, a paulista Mariana D'Andrea conquistou a medalha de ouro no Open das Américas de halterofilismo, disputado no Campus da Universidade Logan, em Chesterfield, nos EUA.

Na tarde deste domingo, 10, Mariana levantou 140 kg, melhor marca de sua carreira, e bateu o próprio recorde das Américas.  Em maio do ano passado, a paulista de Itu havia suportado 135 kg, em Tbilisi, na Geórgia, durante a Copa do Mundo da modalidade. Além disso, Mariana também igualou a melhor marca paralímpica de todos os tempos, que pertence à francesa Souhad Ghazouani. Ela suportou os mesmos 140 kg nos Jogos do Rio 2016.

Neste domingo, o pódio feminino do Open das Américas na categoria até 73 kg foi completo pela mexicana Yesnia Retano (85 kg) e Jelena Pipper, da Estônia (60 kg). Apesar de a competição ser continental, há atletas de outras regiões do mundo nas disputas também.

Outras medalhas neste domingo
Além de Mariana, outros sete brasileiros conquistaram medalhas neste domingo. Destaque para Caroline Fernandes Alves (até 79 kg) e Evânio Rodrigues (até 88 kg), que foram campeões em suas categorias. Na prova em que Caroline conquistou a medalha de ouro, o Brasil ainda fez uma dobradinha: Elizete Araújo ficou com a prata. 

José Lima (até 97 kg) e Mateus de Assis (até 107 kg) conquistaram a prata, enquanto Angela Teixeira (até 67 kg) e Jonason Lacerda (acima dos 107 kg) faturaram o bronze. Com isso, o Brasil chegou a sete medalhas de ouro, seis de prata e cinco de bronze. São 18 pódios no total. 

As provas no Open das Américas de halterofilismo acontecerão até segunda, 11, e o Brasil busca o bicampeonato geral no evento. A competição é obrigatória dentro do caminho para os Jogos Paralímpicos de Paris 2024. Para os atletas da modalidade, é necessário participar do Open para serem elegíveis a uma vaga no maior evento paradesportivo do mundo. 

No último Open das Américas da modalidade, em 2018, o Brasil conquistou quatro ouros, seis pratas e seis bronzes, e ficou em primeiro lugar no quadro geral da competição.

Além de compor o caminho para os Jogos de Paris 2024, a competição continental é o primeiro evento internacional em que os brasileiros serão submetidos às novas regras do halterofilismo, implementadas pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC, sigla em inglês). As novas regras e regulamentos foram estipuladas após um período de consulta de três anos (2019-2022). Agora, os árbitros contarão com o auxílio de câmeras em caso de dúvidas sobre a validade do movimento executado. 

Confira abaixo a programação dos brasileiros no Regional das Américas:

08/07 
Feminino - até 50kg e 55kg 
OURO - Maria Luzineide Santos de Oliveira

Masculino- até 59kg 
BRONZE - Bruno Carra

Masculino - até 65kg 
BRONZE - Luciano Dantas

Feminino - até 61kg 
PRATA - Naira Gomes 
BRONZE -  Santos

09/07
Masculino - até 54kg 
OURO - João Maria França Junior

Feminino - até 41kg e até 45kg 
OURO - Lara Aparecida de Lima
OURO - Maria Rizonaide da Silva

Masculino - até 72kg 
PRATA - Ezequiel Correa

Masculino - até 80kg
PRATA - Ailton Bento de Souza

10/07
Feminino - até 67kg
BRONZE - Angela Faria Teixeira

Feminino - até 73kg
OURO - Mariana D'Andrea
Amanda de Sousa - não teve tentativas válidas 

Feminino - até 79 kg
OURO - Caroline Fernandes Alves 
PRATA- Elizete Araújo

Masculino - até 88kg 
OURO - Evânio Rodrigues

Masculino - até 97kg
PRATA - José Arimateia Silva Lima
 5º LUGAR - Andre Luiz Paz 

Masculino - até 107kg
PRATA - Mateus de Assis 

Masculino - acima dos 107kg
BRONZE - Jonason Espinola Lacerda 

11/07
Feminino - até 86kg e maior que 86kg (11h20 no Brasil)
Alane Dantas de Azevedo Lima
Tayana Medeiros 
Edilandia Araujo 
Marcia Cristina Menezes
 
Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADORES
Patrocinadora do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão
FORNECEDORES
Fornecedor Oficial