Medalhista paralímpica Carol Santiago testa estratégia para Mundial durante Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de natação

sáb, 14 mai 2022 14:21:05 -03:00



Carol Santiago (S12) disputou o Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de natação e testou estratégias para o Mundial da modalidade, que acontecerá de 12 a 18 de junho, na Ilha da Madeira, em Portugal. Foto: Ale Cabral/CPB

Carol Santiago (S12) disputou o Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de natação e testou estratégias para o Mundial da modalidade, que acontecerá de 12 a 18 de junho, na Ilha da Madeira, em Portugal. Foto: Ale Cabral/CPB

A campeã paralímpica Maria Carolina Santiago (da classe S12, para atletas com baixa visão) participou do Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de natação, que terminou na manhã deste sábado, 14, como estratégia para o Mundial da modalidade no próximo mês, na Ilha da Madeira, em Portugal. Participaram do Brasileiro 248 nadadores no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. Esta foi a última competição antes do embarque da Seleção para o Mundial.

Carol faz parte do grupo de 29 nadadores que representarão o Brasil no Campeonato Mundial de natação, em Portugal, de 12 a 18 de junho. Pelos critérios do CPB, que atua também como confederação da modalidade, por ser campeã paralímpica, ela já estava garantida para o principal evento da temporada. Confira aqui a convocação.

Nas duas etapas do Circuito Paralímpico Loterias Caixa e no Campeonato Brasileiro, a nadadora pernambucana optou por um programa de provas maior para simular o ritmo intenso de competição que terá no Mundial.

“Depois dos Jogos de Tóquio, a ideia era reduzir as minhas provas, mas decidimos manter um programa longo, cheio. Usamos táticas diferentes nas três últimas competições para testarmos e deu tudo certo. Fizemos todas as provas nesses três dias e vimos que é possível competir em alto nível em todas elas”, contou Carol Santiago que nasceu com síndrome de Morning Glory, alteração congênita na retina que reduz o campo de visão. 

No Brasileiro, Carol, que representa o Grêmio Náutico União, conquistou seis medalhas de ouro: 50m e 100m livre, 100m costas, 100m peito, 100m borboleta e 200m medley.

“Colocamos a Carol em todas as provas para testar realmente, nadar duas provas seguidas como 100m peito e 100m borboleta na sexta-feira. Foi bom para testarmos descanso, alimentação, suplementação, o que conseguimos segurar mais ou forçar em cada prova. No Mundial, ela nadará mais de uma prova por dia, uma individual e um revezamento”, explicou Leonardo Tomasello, técnico-chefe da Seleção Brasileira e responsável pela preparação de Carol.

Carol, 36, treina no Centro de Treinamento Paralímpico desde 2018 e é acompanhada pela equipe multidisciplinar do CPB.

O embarque da Seleção para Portugal acontecerá em 1º de junho. Carol está animada para seu segundo Mundial da carreira. “Estou muito feliz, eu me sinto forte, muito preparada. A equipe técnica do CT é muito boa, chegaram junto mesmo e todo dia buscamos que eu esteja melhor que no dia anterior. Fiquei muito nervosa no meu primeiro Mundial [em 2019], era muito crua. Agora, chegarei no Mundial não mais como uma novata, mas uma veterana, que sabe tudo o que vai fazer lá”, finalizou.

Na Ilha da Madeira, Carol nadará os 50m e 100m livre, 100m peito, provas em que é campeã paralímpica, 100m costas e 100m borboleta (bronze nos Jogos de Tóquio). Ela também participará dos dois revezamentos para atletas com deficiência visual, 49 pontos, o 4x100m livre e medley. 

Outros resultados
Na manhã deste sábado foram disputadas as provas mais rápidas da natação paralímpica, os 50m livre. A última etapa desta competição contou com transmissão ao vivo no Facebook e Youtube do CPB. O carioca Daniel Mendes (S6), do Clube de Regatas Vasco da Gama, bateu o recorde brasileiro nos 50m livre, com 30s51. Ele também está dentre os convocados para o Mundial.

Leonardo Murante (S7) também estabeleceu uma nova marca nacional nos 50m livre, com 31s48.

Ao todo, nove recordes brasileiros, um recorde das Américas e um recorde mundial foram estabelecidos no Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de natação. Na noite de sexta, 13, Gabriel Bandeira (S14) foi o responsável pela nova marca mundial nos 100m borboleta.

As competições de natação organizadas pelo CPB retornarão a partir do mês de julho com o Meeting Paralímpico, que tem caráter estadual.

Patrocínios
A natação tem o patrocínio das Loterias Caixa.

Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível
Os atletas Carol Santiago e Gabriel Bandeira são integrantes do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 70 atletas e sete atletas-guia.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADORES
Patrocinadora do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
FORNECEDORES
Fornecedor Oficial