Destaques das Paralimpíadas Escolares vão retornar ao CT Paralímpico para Camping Escolar em janeiro; saiba mais sobre o projeto

sex, 26 nov 2021 14:57:29 -03:00



O Camping Escolar teve sua primeira edição em 2018 e em 2022 atenderá mais de 100 jovens em 13 modalidades. Foto: Daniel Zappe/CPB

O Camping Escolar teve sua primeira edição em 2018 e em 2022 atenderá mais de 100 jovens em 13 modalidades. Foto: Daniel Zappe/CPB

As Paralimpíadas Escolares 2021 chegaram ao seu último dia nesta sexta-feira, 26, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, mas os atletas que se destacaram nas competições já têm data marcada para retornar ao local. Em janeiro, 127 dos 902 participantes de todos os estados do Brasil participarão do Camping Escolar Paralímpico. 

O projeto também é idealizado e realizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) desde 2018 e tem como objetivo proporcionar a jovens atletas, com idade entre 12 e 17 anos, selecionados a partir das Paralimpíadas Escolares, o primeiro contato com a rotina de um atleta de alto rendimento.  

“O Camping é importante para construirmos uma filosofia de trabalho de um grupo para representar o Brasil nos próximos anos. A gente não pode esquecer a importância das Paralimpíadas Escolares, de onde os atletas se originam. Os atletas que participam são aqueles selecionados nos seus estados, uma primeira peneira. Quando ele vem para o Camping, os atletas são selecionados por profissionais de alto rendimento, então temos outra peneira. É um trabalho até em paralelo com o alto rendimento”, explica Ramon Pereira, diretor de desenvolvimento esportivo do CPB.

O primeiro encontro está marcado de 23 a 29 de janeiro de 2022, no CT Paralímpico, e terá as vagas distribuídas da seguinte forma: 20 para o atletismo, seis para o basquete em cadeira de rodas (3x3), oito para bocha, 20 para natação, 10 para o futebol de 5, 14 para o futebol de 7 (para paralisados cerebrais), 12 para o goalball, oito para o judô, 20 para a natação, seis para o parabadminton, quatro no parataekwondo, quatro no tênis em cadeira de rodas e seis no tênis em cadeira de rodas e nove no vôlei sentado.  

Além dos atletas, técnicos são convidados para participar do Camping para também terem contato com rotinas dos profissionais de alto rendimento.  

Durante o período na capital paulista, os atletas são submetidos a testes, avaliações, assistem palestras, além dos treinamentos. O CPB arca com todos os custos de hospedagem, alimentação, uniforme e transporte dos atletas e técnicos selecionados para o projeto.  

Na primeira edição do Camping Escolar, em 2018, apenas atletismo e natação foram contemplados. Em 2020, apenas o primeiro encontro foi realizado presencialmente, em janeiro, devido à pandemia da Covid-19.   

Os atletas que participam do Camping, além de cumprirem todas as atividades propostas pelos técnicos do CPB e confederações, se responsabilizam por participarem de competições regionais e/ou nacionais de suas modalidades ao longo do ano.  

A diretoria de Desenvolvimento Esportivo do CPB, responsável pelo projeto, realizará os convites até a primeira quinzena de dezembro deste ano.  

As disputas da 14ª edição das Paralimpíadas Escolares terminaram na manhã desta sexta-feira, 26. O grande campeão será anunciado na cerimônia de encerramento, nesta sexta, às 18h. A festividade, que não será aberta ao público, terá transmissão ao vivo nos canais do Youtube e Facebook do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).  

Patrocínio  
As Paralimpíadas Escolares contam com o patrocínio da SKY  

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br) 

PATROCINADORES
Patrocinadora do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
FORNECEDORES
Fornecedor Oficial