Maratona e disputa do bronze no parabadminton marcam o último dia dos Jogos de Tóquio; confira a programação

sáb, 04 set 2021 21:08:58 -03:00



Vitor Tavares na semifinal do parabadminton classe SH6. Foto: Fabio Chey/CPB

Vitor Tavares na semifinal do parabadminton classe SH6. Foto: Fabio Chey/CPB

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 chegam ao final na manhã deste domingo com a cerimônia de encerramento, às 8h, no Estádio Olímpico de Tóquio. O multimedalhista Daniel Dias, que se despediu das piscinas na última semana, será o porta-bandeiras do Brasil. 

O nadador de 33 anos conquistou 27 medalhas paralímpicas ao longo da carreira,  sendo três delas nos Jogos de Tóquio.  A prova de despedida de Daniel foi na última quarta-feira, 1, nos 50m livre, quando terminou em quarto lugar. Em janeiro deste ano, o nadador já havia anunciado sua aposentadoria das piscinas.

Antes da cerimônia, seis atletas ainda vão representar o país em suas modalidades. Cinco deles estarão na maratona.  A primeira largada será da classe T54, marcada para às 18h40 (horário de Brasília), deste sábado, 4. 

Yeltsin Jacques, que faturou duas medalhas douradas em Tóquio, vai tentar o seu terceiro lugar no pódio na maratona na classe T12 com a largada prevista para às 18h50. 

Além da maratona, Vitor Tavares encerra a participação dos brasileiros em Tóquio disputando a medalha de bronze no parabadminton individual classe SH6 (baixa estatura). 

Nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, o Brasil soma 71 medalhas, sendo 22 ouros, 19 pratas e 30 bronzes e aparece na sétima colocação no quadro geral. A China lidera com 93 ouros e 200 medalhas, em seguida a Grã-Bretanha com  o total 122 medalhas, sendo 41 de ouro, e o Comitê Paralímpico Russo em terceiro lugar, com 36 medalhas de ouro e um total de 117 medalhas.

Maratona

Participam da maratona cinco brasileiros. Vanessa de Souza, campeã da São Silvestre de 2017, participará da primeira largada às 18h40, na classe T54, em que os atletas usam cadeira de rodas.

Dez minutos depois, às 18h50, é a vez dos outros quatro maratonistas competirem na capital japonesa:  Alex Douglas da Silva, na classe T46 (deficiência em membros superiores), foi prata nos 1.500m no Mundial de Doha 2015; Edilene Teixeira Boaventura, que disputa pela primeira vez um grande evento esportivo, e Edneusa Jesus Santos, bronze na maratona do Rio 2016, estão na prova na classe 12 (deficiência visual); e Yeltsin Jacques, na classe T12, tenta seu terceiro pódio em Tóquio após a conquista de dois ouros: nos 1.500m e 5.000m. 

18h40 – Vanessa Cristina de Souza – Classe T54
18h50 – Alex Douglas Pires da Silva – Classe T46
18h50 – Edilene Teixeira Boaventura e Edneusa de Jesus Santos – T12
18h50 – Yeltsin Jacques - T12 

Parabadminton

Na final da modalidade na classe SH6 (baixa estatura), o curitibano Vitor Tavares disputa o bronze neste sábado, 4, contra o britânico Krysten Coombs, às 23h30. Na semifinal, o atleta foi derrotado por 2 a 1, para Kai Man Chu, de Hong Kong. Esta é a primeira vez que o parabadminton faz parte do programa dos Jogos Paralímpicos. No Parapan-americano de Lima, em 2019, Vitor conquistou o ouro no individual. 

23h30 – Disputa da medalha de bronze – Vitor Tavares

Transmissão

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 contam com a transmissão ao vivo dos canais SporTV e da TV Brasil.

Patrocínio

A delegação brasileira tem o patrocínio das Loterias Caixa.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADORES
Patrocinadora do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
FORNECEDORES
Fornecedor Oficial