Paranaense do parabadminton vê Tóquio como alavanca para a modalidade

ter, 20 jul 2021 14:45:17 -03:00



Vitor Tavares durante a disputa do Parapan de Lima 2019 | Foto: Washington / EXEMPLUS / CPB

Vitor Tavares durante a disputa do Parapan de Lima 2019 | Foto: Washington / EXEMPLUS / CPB

Nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, de 24 de agosto a 5 de setembro, o jogador de parabadminton Vitor Tavares terá a responsabilidade de ser o único representante do Brasil na primeira participação da modalidade no megaevento. 

Em 2019, aos 20 anos, Vitor foi campeão Parapan-Americano, em Lima, quando a modalidade também estreou no evento. Poucos dias antes de competir no Peru, o paranaense conquistou três medalhas de bronze no Campeonato Mundial de Parabadminton em Basileia, na Suíça, seu primeiro Mundial. 

Dois anos se passaram e o paranaense é um dos 39 atletas jovens (até 23 anos) da delegação brasileira. “Vai ser muito bom ir para Tóquio. É um momento histórico por ser estreia e quero fazer o melhor resultado possível. Mas já é simbólico porque a gente tem um representante na primeira vez e quero ver o número de brasileiros no badminton aumentar nas próximas edições dos Jogos”, afirmou Vitor, que disputa na classe SH6, para atletas com baixa estatura. 

Desde 2014, quando foi anunciada a inclusão do parabadminton e do parataekwondo no programa dos Jogos, todos que trabalham e praticam essas modalidades estão na expectativa por este acontecimento. A espera dura um ano a mais, pois o megaevento foi adiado devido à pandemia de Covid-19.  A edição com sede na capital japonesa será realizada de 24 de agosto a 5 de setembro. 

“Isso vai ajudar a modalidade a crescer. Já me vejo como um exemplo. Quando posso, conto para as crianças um pouco da minha trajetória e vejo no olhar delas que ficam maravilhadas”, relatou o estudante de educação física. 

O curitibano de 22 anos, possui hipocondroplasia congênita, popularmente conhecida como nanismo. Praticava mountain bike convencional até 2016, quando conheceu o parabadminton no colégio por meio de um professor que dava aulas para crianças e atletas de alto rendimento e que o convidou para praticar a modalidade. 

Vitor se apresentará no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, no dia 7 de agosto e embarcará para o Japão no dia 12. As disputas do parabadmonton em Tóquio serão de 1º a 5 de setembro. 

A delegação brasileira será composta por 255 atletas (incluindo atletas sem deficiência como guias, calheiros, goleiros e timoneiro), sendo 159 homens e 96 mulheres, além de comissão técnica, médica e administrativa, totalizando 424 pessoas. Jamais uma missão brasileira no exterior teve tamanha proporção. 

Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível  
O atleta Vitor Tavares é integrante do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 69 atletas."

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADORES
Patrocinadora do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
FORNECEDORES
Fornecedor Oficial