Em live comemorativa, atletas debatem sobre o termo “superação” e tratamento às pessoas com deficiência

ter, 22 set 2020 18:10:40 -03:00



A primeira live em celebração ao Dia Nacional do Atleta Paralímpico, realizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), nesta terça-feira, 22, o principal debate envolveu o uso da palavra “superação” por parte das pessoas, da mídia e como acreditam que se possa melhorar o tratamento à pessoa com deficiência no dia a dia.  

A ação contou com a participação do presidente do CPB, Mizael Conrado, dos atletas Verônica Hipólito, Roberto Alcalde e Yohansson Nascimento, do youtuber Fred, do canal Desimpedidos, e da influenciadora digital Isa Meirelles para debater o tema “Superação é uma ova!”  

A transmissão aconteceu nos perfis oficiais do CPB no Facebook e no Tik Tok e também no canal do Youtube. A segunda sessão de debate será às 18h com o tema “Esporte como ferramenta de inclusão”.  

Para o presidente do CPB e ex-jogador de futebol de 5, Mizael Conrado, o termo superação foi banalizado. “A palavra superação foi muito banalizada. O mundo não foi feito para a pessoa com deficiência. A superação de obstáculos acontece diariamente, mas a superação de limites é mais complexa. Eu acho que ainda não superei o meu limite até hoje, acho que ainda tenho muito a avançar, a crescer. Só porque você tem uma limitação, acham que você está superando tudo. Em outras palavras, estão dizendo que você é limitado”, disse Mizael.  

“Eu entendo que as pessoas não fazem e falam por mal. Às vezes, nunca tiveram contato com alguém com deficiência, assim como eu não tive quando era mais novo”, reforçou o nadador Roberto.  

Já o medalhista paralímpico e mundial na classe T47 Yohansson Nascimento admitiu que o termo “ainda chateia um pouco por colocarem primeiro a nossa deficiência na frente das minhas conquistas”. Para ele, é “como se tivesse ganhado a medalha por não ter as duas mãos e não por ter treinado e se dedicado”.   

A velocista e medalhista paralímpica Verônica enfatizou a importância da mídia para ajudar as pessoas com deficiência. “As pessoas com deficiência precisam de referências. Os atletas são e pessoas que não são atletas e tem deficiência também. A mídia precisa mostrar mais essas referências”.  

“Ainda se tem o estereótipo de que as pessoas com deficiência sejam fofinhas, doces, abertos para conversar sempre. A gente tem personalidade, a gente também as vezes é ácido e que a gente queremos ser vistos além da deficiência. Uma fala muito comum entre as pessoas com deficiência é que não chamar a atenção, é ser naturalizado na sociedade e a exposição na mídia ajuda muito nisso”, completou a influenciadora digital Isa.  

Os esportistas contaram também quais os atletas os inspiraram no começo de carreira. Para o presidente do CPB Mizael, a motivação era acompanhar o ex-jogador de futebol do São Paulo, Careca. Já o nadador Roberto, se inspirou no medalhista paralímpico e nadador Clodoaldo Silva ao vê-lo disputar os Jogos de Atenas 2004, conquistar muitas medalhas e ser cadeirante.  

Já Yohansson teve como exemplo a arremessadora Rosinha dos Santos e o velocista Antônio Delfino, que era o atual campeão mundial e paralímpico na sua classe.  

A velocista Verônica revelou que “dividiu a transmissão desta terça com o atleta que se inspirou e se inspira”, referindo-se ao colega de treino Yohansson”.  

A segunda transmissão, às 18h, terá como tema “Esporte como ferramenta de transformação” e terá a participação do velocista Fabrício Ferreira, da nadadora Susana Schnarndorf, da parataekwondista Débora Menezes, do jornalista Renato Peters e o apresentador e ex-judoca Flávio Canto.  

Confira a live "Superação é uma ova!" completa abaixo:


Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível 
Os atletas Débora Menezes, Fabrício Ferreira, Roberto Alcalde, Susana Schnarndorf e Yohansson Nascimento são integrantes do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 70 atletas e sete atletas-guia. 

Time São Paulo 
Os atletas Verônica Hipólito e Yohansson Nascimento são integrantes do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo que beneficia 61 atletas e dois atletas-guia de 11 modalidades. 

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br) 
 

PATROCINADOR MASTER
PATROCINADORES
Patrocinadora oficial do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão