Notícias

Vice-artilheiro do Rio 2016 disputa Brasileiro de Futebol de 7 pela terceira vez

Por CPB
Sex, 10 Nov 2017 16:52:00 -0200
Igor Goulart/ANDE Imagem

Leandro Gonçalves do Amaral, conhecido no futebol de 7 como Leandrinho, é um dos destaques do Campeonato Brasileiro de Futebol de 7 (para atletas com paralisia cerebral), no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, até domingo, 12. Vice-artilheiro dos Jogos Paralímpicos de 2016 com seis gols, é meia e capitão do Caira-MS, que disputará uma das semifinais da competição contra o Vasco da Gama-RJ no sábado,11. 

Este é o terceiro ano seguido que Leandrinho, 24, compete o Brasileiro de futebol de 7. Em 2015, chegou à final representando a ADD-MS. Agora, no Caira-MS pela segunda temporada seguida, o jogador sonha com a conquista inédita de um título nacional, mas sabe das dificuldades. “Fica difícil ter uma expectativa boa nesse campeonato porque o time do Vasco é bom e se destaca todo ano. É difícil competir com eles. Os outros clubes não têm os mesmos recursos que eles têm”, afirma.

Leandro nasceu tardiamente, que resultou numa paralisia cerebral (falta de oxigenação no cérebro no momento do parto). Natural de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e tem Lionel Messi como ídolo e referência. O atleta conta que conheceu e começou a praticar o futebol de 7 através de um amigo, que viu que ele tinha limitações para correr e o recomendou a modalidade.

Vasco e CEMDEF-MS, do grupo A, foram os primeiros semifinalistas definidos. O time carioca bateu o sul-matogrossense na manhã desta sexta-feira por 2 a 0. Mesmo com a derrota, o CEMDEF se classificou em segundo lugar no grupo com seis pontos, e enfrenta a Andef-RJ, que no final da tarde desta sexta-feira, aplicou 5 a 0 no Caira. Enquanto que o Vasco passou em primeiro da chave, com nove. Já na outra partida da chave, o Arouca-RJ, que terminou em terceiro, com três pontos, ganhou da SMEL ADMC-SP por 4 a 0. A equipe paulista não somou pontos em nenhum dos três jogos.

Ainda nesta sexta-feira foram do grupo B. A partida entre as equipes sul-mato-grossenses ADD e Ativa terminou em empate por 4 a 4. Com esse resultado, a ADD-MS rebaixada para divisão de acesso na temporada 2018, juntando-se assim à ADMC MOGI-SP, que compôs o Grupo A..

Assessoria de comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)