Notícias

Nadadores do CT treinarão no Carnaval com foco nas próximas competições

Por CPB
Tue, 06 Feb 2018 13:30:00 -0200
Leandro Martins/MPIX/CPB Imagem

Atleta Camille Rodrigues (classe S9) nadando no Circuito Loterias Caixa.

A menos de um mês da primeira etapa do World Series, na Dinamarca, de 2 a 4 de março, os atletas paralímpicos da natação que treinam do CT Paralímpico, em São Paulo, vão curtir a folia nos dias de Carnaval na piscina.

Com atividades no sábado, 10, segunda, terça e quarta-feira de cinzas, a comissão liderada pelo técnico-chefe Leonardo Tomasello tem como objetivo não quebrar o ritmo de treinos para melhor preparação dos nadadores nas etapas do World Series.

Para a Dinamarca, viajarão os atletas que compõem a Seleção de Jovens do Brasil. A primeira competição dos adultos será em casa: o Open Internacional Loterias Caixa, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, de 26 a 28 de abril. Em seguida, viajarão para as etapas de Lignano Sabbiadoro, na Itália, de 23 a 26 de maio, e de Sheffield, na Grã-Bretanha, de 31 de maio a 3 de junho.

Além dos eventos internacionais, 19 dos 23 nadadores que treinam no CT vão participar das etapas Regionais do Circuito Loterias Caixa, em São Paulo, de 23 a 25 de fevereiro, e Rio-Sul, de 9 a 11 de março, em Porto Alegre. A intenção é dar um maior volume de competição e melhor preparo para os outros eventos do ano.

“Começamos os treinos há pouco tempo, os atletas ainda têm muito a ganhar. Perder quatro, cinco dias de treino os prejudicaria. Temos 19 atletas que disputarão o Regional de São Paulo no dia 23”, explicou Leonardo Tomasello, coordenador-técnico da natação.

Treinar em feriados é algo comum para atletas de alto rendimento, até para aqueles mais ligados ao Carnaval. É o caso de Camille Rodrigues (da classe S9), que no ano passado pôde curtir a folia na sua cidade-natal devido a uma rotina mais tranquila de treinamentos pós-Jogos do Rio 2016.

“Quando resolvi vir para o CT, eu já tinha ideia que não ia poder curtir o Carnaval. A nossa base de preparação está bem forte, e nos dias em que não houver treino é melhor ficar em casa descansando, porque sei que tudo vai valer a pena no futuro. Tudo em prol de Tóquio 2020”, comentou a nadadora.

Pelas novas regras do Circuito, os atletas que já têm acesso garantido às fases nacionais podem participar dos regionais, nas respectivas regiões que pertencem seus clubes, para terem um calendário competitivo maior.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)