Notícias

Felipe Wu, vice-campeão olímpico, experimenta Tiro Esportivo paralímpico

Por CPB
Seg, 04 Set 2017 10:00:00 -0300
Imagem

Pela primeira vez, a Copa Sul-Americana de Tiro Esportivo, que vai até 6 de setembro, conta, também, com a presença de provas e de atletas paralímpicos. A novidade permite intercâmbios e trocas de experiências entre atiradores das duas versões do esporte, como ocorreu com Felipe Wu, medalha de prata na categoria pistola de ar 10m nos Jogos Olímpicos Rio 2016, e a Seleção brasileira paralímpica do esporte.

O encontro entre Wu e a Seleção deu tão certo que o medalhista topou um desafio: atirar sentado em uma cadeira de rodas. No primeiro disparo, o paulistano sentiu dificuldade com o encosto do assento e fez “apenas” 9 pontos. Ele precisou de dicas do Sergio Vida, medalhista de ouro na prova P3 – Pistola 25m mista SH1 na competição. “A mão esquerda não pode apoiar em lugar nenhum e, geralmente, a gente levanta as laterais da cadeira para também não encostar", explicou Sérgio. 

O conselho ajudou e, na segunda tentativa, Wu fez 10 pontos, um décimo a menos da pontuação que rendeu a prata no 2016. Apesar do bom desempenho, Wu considerou o teste difícil. “É muito difícil isso, gente", comentou. 

“É interessante acompanhar os atletas paralímpicos. Também é muito legal ver o lugar [Centro Militar de Tiro Esportivo – CMTE] cheio de gente de novo, depois de receber os Jogos Rio 2016. Espero que aconteça mais vezes”,  disse o atleta que, neste ano mais tranquilo, se divide entre treinamentos e a faculdade de engenharia aeroespacial.


A competição

Nesta segunda-feira, 4, os brasileiros conquistaram bons resultados na Copa Sul-Americana.  Na  prova P4 – pistola 50m masculino SH1, Geraldo Rosenthal fez 518 pontos e garantiu o primeiro lugar e o índice mínimo ( que é de 504 pontos)  exigido pelo Campeonato Mundial do ano que vem , em Cheonju, na Coreia.  Com 481 pontos, Sergio Vida ficou com a prata, seguido por Joaquim Santos (480 pontos).

Na R7 – carabina 3 posições 50m masculino SH1, Carlos Garletti ficou com o ouro ao fazer 1082 pontos, seguido por Benedito Silva, com 974 pontos.

Na R4 - carabina de ar em pé 10m misto SH2, Alexandre Galgani ficou no lugar mais alto do pódio (619.3 pontos), seguido por Bruno Kiefer (617.2 pontos) e Ana Serpa (607.3)

Fechando o dia, a colombiana Maria Rojas (253.1 pontos), o brasileiro Geremias Soares (246.9 pontos) e Gabriel Galvis, também da Colômbia, formaram o pódio na prova R3 - carabina de ar deitado 10m misto SH1.

A II Copa Sul-Americana de tiro esportivo é disputa por 26 atletas brasileiros e 13 colombianos. A competição é organizada pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE) e ocorre no Centro Militar de Tiro Esportivo (CMTE). 

Assessoria de comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)