Notícias

Brasileiros conquistam medalhas na Copa Tango Paralímpica, em Buenos Aires

Por CPB
Ter, 04 Dez 2018 17:33:00 -0200
Divulgação CBTM Imagem

O Brasil brilhou na disputa da Copa Tango Paralímpica, realizada em Buenos Aires, na última semana. Dois brasileiros participaram da disputa: Carlos Carbinatti, na classe 10, e Luiz Filipe Manara, na classe 8. E ambos trouxeram medalhas: prata e ouro, respectivamente.

A campanha de Manara foi excelente. Cabeça de chave número 1, ele passou com três vitórias por 3 a 0, em primeiro lugar do grupo A, que tinha o indonésio Malik Abdullah, o equatoriano Paul Leonardo Astudillo e o argentino Cristian Canteros. Classificado diretamente para a semifinal, ele enfrentou o canadense Curtis Caron, vencendo por 3 a 1 (11/7, 11,4, 6/11 e 11/4). Na decisão da medalha de ouro, o brasileiro derrotou o indonésio Leonardo Aritonang, por 3 a 2 (11/7, 6/11, 9/11, 11/7 e 11/6).

"Acho que a participação foi muito boa. Eu, como cabeça de chave, tinha a responsabilidade de chegar numa final e brigar pela medalha de ouro. A competição estava em um nível similar ao que vamos encontrar na Seletiva do Parapan, na próxima semana. Superei algumas dificuldades na final, quando ele abriu 2 a 1 e eu consegui a virada, apesar do estilo de jogo dele, que eu não conhecia. Estranhei um pouco a bola também. Foi bem bacana, estou muito feliz e essa vitória dá uma moral grande para a Seletiva", disse o campeão.

Carbinatti também traçou um belo caminho até a decisão. Ele não era um dos cabeças de chave da classe 10. Mesmo assim, passou em primeiro do grupo, vencendo o indonésio Komet Akbar, o chileno Alvaro Hernan Gutierrez e o porto-riquenho Kevin Jose Rios. Na seminifinal, novo triunfo, desta vez sobre o chileno Manuel Farias, por 3 a 0 (13/11, 11/3 e 11/6). O brasileiro só foi parado na final, pelo indonésio David Jacobs: 3 a 1 (5/11, 8/11, 11/7 e 2/11).

Luiz Filipe Manara é o sétimo colocado no ranking nacional paralímpico da classe 8, com 760 pontos. Carlos Carbinatti é o décimo colocado na classe 10, com 640. Os dois atletas são do FranTT/Café Morro Grande/Selam/Piracicaba (SP).

*Com informações da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM)

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)