Notícias

Brasil lidera ranking mundial de judô paralímpico em três categorias

Por CPB
Seg, 08 Out 2018 11:02:00 -0300
Leandro Martins/MPIX/CPB Imagem

A Federal Internacional de Esportes para Cegos (IBSA – sigla em inglês) divulgou o ranking mundial de judô paralímpico e três brasileiros estão na liderança e dois na segunda colocação, de suas respectivas categorias. Ao todo, sete judocas brasileiros figuram os dez primeiros colocados.

Antônio Tenório domina a categoria meio-pesado. O veterano conquistou recentemente a medalha de bronze na Copa do Mundo IBSA, no Cazaquistão, e somou pontos que o credenciaram na primeira colocação.

Com apenas 17 anos, Rebeca Silva assumiu a liderança pela primeira vez na sua carreira. A peso pesado foi campeã da Copa do Mundo e mostrou mais uma vez que é um dos grandes nomes do judô paralímpico brasileiro na atualidade. Na divisão de baixo, Alana Maldonado domina os médios. A vice-campeã dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 manteve a primeira colocação e superou as concorrentes.

O Brasil tem ainda como destaque Wilians Araújo e Lúcia Araújo, segundos colocados nas categorias pesado e meio-médio, respectivamente. Além deles, Arthur Silva (90kg) e Maria Nubea Lins (57kg) aparecem entre os dez primeiros, na oitava e nona colocação, respectivamente.

A Seleção Brasileira está no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, de 6 a 15 de outubro, para a VI Fase de Treinamento, para dar continuidade na preparação dos atletas para o Campeonato Mundial IBSA, em novembro, na cidade de Lisboa, Portugal.

Confira a relação dos brasileiros melhores colocados em cada peso:

Masculino
60kg – Thiago Marques – 17º
66kg – Halyson Boto – 29º
73kg – Luan Pimentel – 15º
81kg – Harlley Arruda – 14º
90kg – Arthur Silva – 8º
100kg – Antônio Tenório – 1º
+100kg – Wilians Araújo – 2º

Feminino 
48kg – Luiza Oliano – 15º
52kg – Michele Ferreira – 14º
57kg – Maria Nubea Lins – 9º
63kg – Lúcia Araújo – 2º
70kg – Alana Maldonado – 1º
+70kg – Rebeca Silva – 1º
Assessoria de comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)