Notícias

Brasil encerra participação no Mundial de Esgrima em CR na espada por equipes

Por CPB
Sáb, 11 Nov 2017 13:56:00 -0200
Marcio Rodrigues / CPB / MPIX Imagem

A Seleção Brasileira de esgrima em cadeira de rodas termina neste domingo, 12, a sua participação no Mundial de Esgrima em Cadeira de Rodas, que acontece em Roma, na Itália. O evento chegará ao fim e a última briga por medalhas do Brasil na competição será a disputa da espada masculina por equipes. O Mundial está sendo sediado no Hotel Hilton Airport, na capital italiana. 

O Brasil será liderado pelo gaúcho Jovane Guissone. Campeão paralímpico da espada B (para atletas com menor mobilidade de tronco) nos Jogos de Londres 2012, Jovane será acompanhado pelos paulistas Alex Souza e Lenílson Oliveira, ambos da categoria A (com mobilidade de tronco, amputados ou com limitação de movimentos).

Vale ressaltar que esta será a segunda prova por equipes do país neste Mundial. Na sexta-feira, 10, o time nacional ficou com a oitava colocação no florete. O melhor desempenho do Brasil em Roma até aqui foi o quinto lugar de Jovane Guissone na espada B. 

Há apenas nove anos, em Pequim, o Brasil não teve representantes da esgrima em cadeira de rodas nos Jogos Paralímpicos. Andrea de Mello, que havia competido em Atenas 2004 na modalidade, disputou a Paralimpíada pelos Estados Unidos. Hoje, o país constantemente integra as provas por equipes, além de levar representantes individuais.

Até o momento, a Rússia é a líder do quadro geral de medalhas do campeonato. São 14 medalhas, sendo três de ouro, duas de prata e nove de bronze. O segundo posto está com a Hungria, com três ouros, duas pratas e um bronze. Os donos da casa, da Itália, fecham o Top 3, com dois ouros e duas pratas. 

No Mundial de Roma, estão inscritos cerca de 210 atletas de 31 nacionalidades. O Brasil conta com uma delegação composta por quatro atletas. Vinte e duas medalhas de ouro estarão em jogo ao longo dos seis dias de competição. A última edição do Mundial de Esgrima em Cadeira de Rodas aconteceu em Eger, na Hungria, em 2015. 
 
Patrocínio
A esgrima em cadeira de rodas tem patrocínio das Loterias Caixa.
 
Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro no Mundial de Roma 
Ivo Felipe (ivo.felipe@cpb.org.br)