Notícias

Atletas brasileiros aprovam o Primeiro Campeonato Brasileiro de Atletismo, em SP

Por CPB
Dom, 30 Set 2018 13:42:00 -0300
Daniel Zappe / CPB / MPIX Imagem

O primeiro Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de Atletismo terminou na manhã deste domingo, 30, no CT Paralímpico, localizado em São Paulo. A competição, que teve seu início na sexta-feira, 28, contou com a presença de 522 atletas de 23 estados mais o Distrito Federal e uma premiação inédita de mais de R$65 mil entre atletas, clubes e treinadores.

Organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, esta foi a terceira e última etapa do ano no calendário da modalidade (sendo as duas anteriores conhecidas como Circuito Loterias Caixa de Atletismo), e o mais importante evento paralímpico nacional de atletismo. Marcado por novidades, como a inscrição dos oito melhores atletas em cada classe, a competição agradou aos atletas presentes que destacaram a competitividade nas provas. Os resultados serão usados como base para a preparação de competições internacionais no próximo ano como Jogos Parapan-Americanos de Lima, em agosto, e do Mundial de Atletismo em Dubai, em novembro.

“Está sendo ums ótima competição para os novos atletas tanto de pista como de campo, com a oportunidade de se destacarem dentro de suas classes junto com os atletas mais experientes”, comentou Petrúcio Ferreira, campeão brasileiro nas provas de 100 e 200m, da classe T47, neste final de semana no CT

Petrúcio levou o ouro e bateu a marca de 10s56, seu segundo melhor tempo na carreira nesta prova. O atleta paraibano detém o recorde mundial com a marca de 10s50, conquistada em junho deste ano no Grand Prix de atletismo do IPC (Comitê Paralímpico Internacional, em inglês) cidade de Paris, França.

Elizabeth Gomes, atleta da classe F52, que conquistou o prêmio Maior ITC Absoluto Feminino destacou: “Foi um evento muito bom para os atletas mostrarem seu potencial. Uma competição que une os melhores por classe para decretar um campeão brasileiro traz, além dos resultados, a rivalidade para a prova”.

Beth Gomes conquistou três ouros na classe F52, além de superar uma marca mundial. Na sexta-feira, 28, alcançou a marca de 8.09 no arremesso de peso, batendo seu próprio recorde de 7.72.

“O Campeonato Brasileiro tem potencial para estimular novos atletas tanto pela chance de título e melhorar suas marcas, mas também por ter a chance de ver outros atletas e ídolos competindo lado a lado”, comentou Joeferson Marinho, velocista da classe T12 (deficientes visuais), ganhador da prova dos 100m.

Joeferson Marinho de Oliveira, bateu sua marca anterior de 11s02 – terceira melhor do ranking mundial no ano, com o tempo de 10s92. O resultado garante ao atleta o segundo lugar, que pertencia ao atleta americano Noah Malone (10s99).

Ao fim dos três dias de competições, 37 recordes superados, sendo 26 recordes brasileiros, 10 das américas e um recorde mundial, da atleta Elizabeth Gomes na classe T52, que agora passa por processo de homologação pelo IPC (Comitê Paralímpico Internacional em inglês).

Nos próximos dias 12, 13 e 14 de outubro, será realizado o Campeonato Brasileiro de esgrima e halterofilismo, no CT Paralímpico em SP, com participação de atletas paralímpicos de todo o país.

Imprensa

Imagens oficiais do evento podem ser encontradas AQUI

Patrocínios

O campeonato brasileiro de atletismo tem patrocínio das Loterias Caixa.
A Braskem é patrocinadora do paratletismo brasileiro.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)