Notícias

Atleta do Paraná conquista bicampeonato brasileiro de tiro esportivo no Rio

Por CPB
Sáb, 11 Nov 2017 15:17:00 -0200
Patrícia Côrtes / CPB Imagem

Neste sábado, 11, segundo dia de Campeonato Brasileiro de Tiro Esportivo Paralímpico, realizado no Rio de Janeiro, Marcelo Marton, de 46 anos, conquistou o bicampeonato na prova R1 Carabina 10m em pé (classe SH1). O paranaense dominou praticamente toda a prova e venceu com 241.8 pontos, 13.3 pontos à frente do segundo colocado, Geremias Soares (228.5 pontos) e 32,7 pontos à frente do terceiro colocado, Carlos Garletti (209.1 pontos). O vencedor bateu também o recorde brasileiro de uma final desta prova.

Marton atira desde criança, como aprendeu com o pai. No entanto, só se dedica ao esporte paralímpico há três anos. Apesar da rápida ascensão, que inclui o ouro no Brasileiro do ano passado e o alto do pódio da Sul-Americana deste ano na mesma prova, ele explica que não é um treinador assíduo:

“Em Londrina, não há estande de tiro. Treino o posicionamento em casa e, uma vez por mês, viajo para Curitiba, encaro os 400 km de distância e participo da prova online de tiro esportivo.”, disse o atleta

A prova a que Marton se refere é promovida uma vez por mês pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE). Após se inscreverem, os atletas vão para um estande e se conectam ao sistema. Os resultados são compilados online.

O atirador ficou paraplégico após ser atingido por um tiro acidental. Seus resultados têm impressionado outros atletas, como Carlos Garletti. “O Marcelo está demais. Mesmo sem a estrutura totalmente adequada, ele mostra que tem talento”, avaliou o paulista que já participou de 3 edições de Jogos Paralímpicos.

Nas outras provas da manhã, Geraldo Rosenthal (560 pontos), Ailton da Silva (520 pontos) e Joaquim Silva (516 pontos) formaram o pódio da Pistola Sport. Na R2 – carabina de ar – feminina,  Clenilza Gonçalves (357.5 pontos), Rosana Urbieta (339.9 pontos) e Silvana Martines (303.8 pontos) foram as campeãs.

Nas provas da tarde, Carlos Garletti garantiu mais uma medalha na competição, dessa vez de ouro, na prova R3 Carabina de ar deitado misto (classe SH1) com 620,2 pontos. Geremias Soares foi o segundo colocado com 616,9 pontos e Luiz Nelson Azevedo ficou com 513,9 pontos e a terceira colocação. O último pódio do dia foi o da prova R5 Carabina de ar 10m deitado misto (classe SH2), formado por Alexandre Galgani (248.1 pontos), Ana Serpa (247.0) e Bruno Kiefer (224.7 pontos)

Patrocínio
O tiro esportivo paralímpico é patrocinado pelas Loterias Caixa

O evento
O Campeonato Brasileiro de Tiro Esportivo ocorre de 10 a 12 de novembro no Centro Militar de Tiro Esportivo, (CMTE). A competição é organizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro no mesmo local em que foram realizadas as disputas da modalidade nos Jogos Paralímpicos Rio 2016.

Serviço

Horário
Domingo – 12/10 – 9h às 12h30
Local: Centro Militar de Tiro Esportivo (CMTE) - Av. Brasil, 26.196 - Gericinó – RJ

 

Assessoria de comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)