Notícias

Abertura do Congresso Paradesportivo Internacional será nesta quinta-feira, 1º

Por CPB
Qui, 01 Nov 2018 17:51:00 -0200
Divulgação / CPB Imagem

Começa nesta quinta-feira, dia 1º, a sexta edição do Congresso Paradesportivo Internacional, um dos maiores eventos sobre inovações científicas e tecnológicas no paradesporto, organizado pela Academia Paralímpica Brasileira (APB), braço educativo do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). O evento, realizado até o domingo, 4, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, conta com mais de 1.700 inscritos que terão acesso a 29 atrações até o dia 4 de novembro, divididos entre minicursos, mesas redondas, bate-papo com especialistas e conferências, além de 235 projetos científicos inscritos. A cerimônia de abertura será a partir das 19h no CT Paralímpico.

Desde o início desta semana, diversos acadêmicos participam de cursos sobre modalidades paralímpicas. Um dos mais concorridos é o parabadminton. A professora de Educação Física Aline Miranda Strapasson ministra as aulas nesta edição com uma turma de 139 alunos. “Na primeira parte do curso apresento dinâmicas, atividades de apresentação e questionamentos dos alunos. É muito legal o interesse deles em descobrir o badminton e suas motivações para oportunizar o ensinamento da modalidade. No congresso consigo ver o aumento de interesse pelo esporte paralímpico e a inclusão pelo esporte”, comenta Aline, em sua quinta participação no congresso, desde que iniciou-se no esporte adaptado, em 1997.

“O badminton me chamou mais a atenção pela facilidade em adaptação, tanto de estrutura quanto por tipo de deficiência. A didática do curso mostra a importância de se ter um objetivo pedagógico e executar as etapas antes de entrar para o jogo”, comenta o participante Maurício Gomes Cortes, 60 anos, aluno do curso de Educação Física, que veio da cidade de Campos dos Goytacazes, a 735km do CT Paralímpico, para aprender sobre as modalidades paralímpicas.

A programação do evento conta com renomados especialistas esportivos, doutores e professores do paradesporto nacional, como Dr. Edgar Morya, coordenador de pesquisas do Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS) do Instituto Santos Dumont (ISD), referência em neuroreabilitação, neurociência, neuroengenharia, neurofisiologia, eletrofisiologia, controle motor, psicofísica e acoplamento sensório-motor,  e participações internacionais como Dr. Rory A. Cooper (EUA), ex-atleta paralímpico, medalha de bronze no revezamento 4x400m nos Jogos de Seul e fundador do laboratório de pesquisa em engenharia humana na Universidade de Pittsburgh, e o Prof. Hadi Rezaei, ex-atleta e atual técnico de vôlei sentado da seleção do Irã com seis ouros em Jogos Paralímpicos.

“Proporcionamos a capacitação em frequência regular a profissionais de Educação Física e demais disciplinas, pelo intermédio do bem-sucedido trabalho desenvolvido pela Academia Paralímpica Brasileira. Este departamento do Comitê Paralímpico Brasileiro foi o responsável pela realização dos cinco Congressos Paradesportivos Internacionais anteriormente realizados – sempre com notável êxito. Desta feita, não será diferente”, comenta Mizael Conrado, presidente do CPB.

Para conferir a programação completa, acesse o site oficial do Congresso: http://www.cpb.org.br/congressoparadesportivo/

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)