Notícias

Jogos Paralímpicos Rio 2016 quebram recordes de audiência

Por CPB
Fernando Maia/CPB/MPIX Imagem

O Comitê Paralímpico Internacional (IPC, em inglês) anunciou nesta quinta-feira, 16, que os Jogos Paralímpicos Rio 2016 foram os mais vistos da história, com uma audiência acumulada de mais de 4,1 bilhões de pessoas.

De acordo com números da empresa Nielsen Sports, publicados para marcar os seis meses do término dos Jogos Paralímpicos, o Rio 2016 contou com um crescimento de 7% de audiência em relação a Londres 2012, quando cerca de 3,8 bilhões de pessoas assistiram à Paralimpíada. 

Em setembro passado, os Jogos Rio 2016 contaram com a participação de 4.328 atletas de 159 países, que se beneficiaram de uma cobertura de TV jamais vista. Um total de 154 nações transmitiram os Jogos - 39 a mais do que Londres 2012 e quase o dobro dos 80 que haviam mostrado Pequim 2008. Como consequência, cerca de 5.110 horas de eventos esportivos foram mostradas - mais do que Pequim e Londres combinados. 

Além do recorde de transmissões de TV em plataformas convencionais, mais de um bilhão de pessoas interagiram com os Jogos por meio dos canais de mídia digital. 

"Estamos bem satisfeitos com o fato de que o Rio 2016 pôde quebrar todos os recordes de transmissão, sobretudo em tempos em que a audiência de muitos eventos esportivos estão decaindo nas mídias mais tradicionais. Os Jogos foram transmitidos em mais países do que nunca, com mais horas de transmissão e o número de pessoas assistindo foram mais altos. Quase todos os mercados aumentaram as horas de TV e pudemos aumentar a audiência tanto nacional quanto internacionalmente", disse Alexis Schaefer, diretor comercial e de marketing do IPC. 

"Para se ter uma perspectiva deste crescimento, a audiência cumulativa dos Jogos cresceu 127% nos últimos 12 anos. Em Atenas 2004, os Jogos foram vistos por 1,8 bilhões de pessoas, em 25 países, enquanto a última Paralimpíada foi assistida por 4,1 bilhões de pessoas em 154 países. Para o Rio 2016, nós nos distanciamos de replays e transmissões atrasadas e tivemos um número maior de transmissões ao vivo e consumo digital. A cobertura que os Jogos receberam dos noticiários aumentaram significativamente enquanto os números de consumo dos Jogos via mídias digitais também alcançaram recordes", completou. 

Horas de transmissão 
Em relação a Tóquio 2020, os canais do Japão, incluindo da detentora dos direitos (NHK), mostraram mais de 401 horas de cobertura dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, que alcançaram uma audiência cumulativa de 708 milhões de pessoas. Apenas a Itália, com 557 horas de transmissão, atingiu um número maior. 

Um alto número de canais também transmitiu o maior conteúdo da história. Na Alemanha, 332 horas de cobertura foram mostradas em seus canais. Graças a uma transmissão sem precedentes dos canais da França, 115 horas foram mostradas no país, enquanto 77 horas foram transmitidas nos Estados Unidos. 

Na China, os Jogos alcançaram uma audiência cumulativa de 1,07 bilhões de pessoas. O país que ocupou o topo do quadro de medalhas pela quarta edição consecutiva dos Jogos. 

No Brasil, os canais transmitiram 247 horas de cobertura, que alcançaram um recorde de 472 milhões de pessoas. O Channel 4 deu sequência ao seu trabalho vencedor de prêmios em Londres 2012 com uma cobertura que alcançou metade da população britânica. Parte graças a um incrível comercial de três minutos, que foi a campanha olímpica ou paralímpica com mais compartilhamentos nas redes socias. 

Com informações do Comitê Paralímpico Internacional (IPC)

Assessoria de imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)