Notícias

Aline Rocha é a primeira mulher do Brasil em Jogos Paralímpicos de Inverno

Por CPB
Seg, 11 Dez 2017 14:03:00 -0200
Imagem

O Brasil já conhece o nome de seu primeiro representante nos Jogos Paralímpicos de Inverno de Pyeongchang 2018. A paranaense Aline Rocha, 26, obteve índice para participar das disputas de esqui cross-country no evento e faz história ao ser a primeira mulher do país que marcará presença em Jogos Paralímpicos de Inverno.

“Fazer algo para entrar para a história paralímpica do Brasil é, sem dúvida, uma enorme felicidade. Quero muito conquistar um grande resultado em Pyeongchang e mostrar que consigo estar brigando pelas primeiras posições”, falou Aline, que garantiu a classificação durante a primeira etapa da Copa do Mundo de esqui cross-country, no Canadá.

A brasileira ficou na 15° posição nas provas sprint e distance 5km. No entanto, como o que mais conta na avaliação é o percentual de aproximação da campeã da prova, ela conta que melhorou significativamente seu desempenho e fez as duas provas abaixo do índice exigido (180 pontos).

Há um ano competindo na neve, a atleta nascida em Pinhão entrou no universo paralímpico por meio do atletismo. Aline começou a praticar corrida em cadeira de rodas (classe T54) quatro anos após ter sofrido um acidente de carro que lhe causou uma lesão medular e a perda dos movimentos das pernas, e, de lá para cá, foi só sucesso. 

Em 2016, a recordista em diferentes distâncias e tetracampeã da Corrida de São Silvestre conseguiu a classificação inédita para os Jogos Paralímpicos do Rio. Ainda no mesmo ano,  conheceu de perto o esqui cross-country e logo foi para a Europa para se condicionar para competições na neve. 

“A escolha do esporte de inverno surgiu como um desafio, a ideia de lutar por algo diferente, difícil, porém possível. Eu e meu técnico percebemos que alguns atletas corredores em cadeira de rodas utilizam o esqui cross-country para complementar seus treinos. Então, entendemos que, além de um grande desafio, essa segunda modalidade poderia contribuir muito para minha condição como atleta”, afirmou a paranaense.

Aline foi tão bem em sua preparação em solo europeu que, em janeiro deste ano, ela já estava competindo a Copa do Mundo de Esqui Cross-Country, na Ucrânia. E a série de triunfos não parou por aí. No início deste mês, a atleta foi vencedora do Prêmio Paralímpicos 2017 na categoria Esportes de Neve, sendo eleita a esportista da temporada das modalidades de inverno. 

Esta será a segunda vez que o Brasil vai para Jogos Paralímpicos de Inverno. A primeira participação brasileira foi em Sochi, em 2014. André Cintra, do snowboard, e Fernando Aranha, do esqui cross-country, foram os atletas que compuseram a delegação do país na competição. 

A expectativa é que, em 2018, cinco competidores representem o país. Duas vagas, uma masculina e outra feminina, ocupada por Aline, já estão garantidas. Outros três convites foram requisitados. 

Assessoria de comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)