Medalhistas retornam à piscina dos Jogos Paralímpicos de Londres 2012 para disputar o Mundial de Natação

qui, 05 set 2019 12:24:53 -03:00



Daniel Dias, classe S5, treina em Londres para o Mundial de Natação Paralímpica 2019 | Foto: Alê Cabral/CPB

Daniel Dias, classe S5, treina em Londres para o Mundial de Natação Paralímpica 2019 | Foto: Alê Cabral/CPB

Quatro medalhistas dos Jogos Paralímpicos de Londres 2012 integram a Seleção Brasileira que disputará o Campeonato Mundial de Natação Paralímpica 2019. A competição, que será realizada de 9 a 15 de setembro, terá como cenário o Parque Olímpico Rainha Elizabeth, mesma piscina do maior evento paralímpico há sete anos. 

Há menos de uma semana, os atletas brasileiros estavam em Lima, no Peru, onde disputaram os Jogos Parapan-Americanos. Vinte e cinco atletas que competirão no Mundial participaram da competição continental, realizada de 23 de agosto a 1º setembro. No Parapan de Lima, a modalidade contou com 40 nadadores, que conquistaram 127 medalhas, sendo 53 ouros, 45 pratas e 29 bronzes. A natação foi o esporte que mais contribuiu para a performance histórica do Brasil.

Nos Jogos Paralímpicos Londres 2012 a natação brasileira faturou 14 medalhas: nove ouros, quatro pratas e um bronze. Dos 25 nadadores neste Mundial, nove integraram a delegação nacional nos Jogos e retornam à capital inglesa, entre eles estão quatro medalhistas: o paulista Daniel Dias (classe S5), a cearense Edênia Garcia (S3), a potiguar Joana Neves (S5) e o pernambucano Phelipe Rodrigues (S10).

Em Lima, o paulista Daniel Dias teve 100% de aproveitamento. O paulista foi campeão nas cinco provas que disputou e atingiu a marca de 33 medalhas de ouro em Jogos Parapan-Americanos. O pernambucano Phelipe Rodrigues também fez um excelente Parapan. O nadador levou na mala sete ouros e um bronze.

“É sempre bom voltar, ainda mais a um lugar que me traz boas recordações. Em 2012, tivemos uma excelente Paralimpíada e poder voltar aqui é uma alegria. Mas a gente sabe que é outra competição agora. Esperamos mais uma vez continuar nesse nível no Mundial e conseguir trazer alegria para o povo brasileiro", disse o multimedalhista Daniel Dias, que conquistou seis ouros nos Jogos de Londres.

"A expectativa para o Mundial é superar o que me aconteceu em 2012: fiquei em quarto lugar na minha prova principal, que são os 50m livre. Dessa vez eu tenho uma responsabilidade maior, por ser campeão mundial, mas estou com a cabeça tranquila. O Parapan me ajudou muito a chegar aqui com uma energia boa, relaxado. E lá eu pude perceber que estava bem, fisicamente e mentalmente. Eu acredito que vou cair na minha melhor forma possível. Tenho certeza que vou trazer bons frutos para o Brasil", comentou Phelipe Rodrigues, que nos Jogos de Londres subiu ao pódio para receber a medalha de prata nos 100m livre da classe S10.

Confira o perfil dos atletas da Seleção Brasileira que participará do Mundial de Londres 2019

Cerca de 600 nadadores de 60 países são esperados na competição, que dá aos países a alocação de vagas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, no próximo ano. Os atletas que ficarem entre os dois primeiros em suas respectivas provas garantem um lugar à sua nação na Paralimpíada. Cada nadador poderá acumular apenas um posto para o seu país. 

A última edição do Mundial aconteceu na Cidade do México, em 2017, e o Brasil terminou na quarta colocação no quadro-geral, com 36 medalhas: foram 18 de ouro, nove de prata e nove de bronze.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)


PATROCINADOR MASTER
Patrocinadora oficial de 11 modalidades paralímpicas
PATROCINADORES
Patrocinadora oficial do Paratletirsmo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão